terça-feira, 11 de novembro de 2014

Halloween no CGL!

| Halloween é aqui também! |



Olá pessoal!!

Dia da Bruxas!!!
Vamos saber um pouco mais sobre esse dia?!

O Dia das Bruxas (Halloween é o nome original na língua inglesa) é um evento tradicional e cultural, que ocorre nos países anglo-saxônicos, com especial relevância nos Estados Unidos, Canadá, Irlanda e Reino Unido, tendo como base e origem as celebrações dos antigos povos, sendo que não existe ao certo referências precisas de onde surgiram essas celebrações.
A palavra Halloween tem origem na Igreja católica.
Vem de uma tradição contraída do dia 1 de novembro, o Dia de Todos os Santos, é um dia católico de observância em honra de santos.
Mas, no século V DC, na Irlanda Céltica, o verão oficialmente se concluía em 31 de outubro.
O feriado era Samhain, o Ano novo Céltico. 
Alguns bruxos acreditam que a origem do nome vem da palavra “Hallowinas” - nome dado às guardiãs femininas do saber oculto das terras do norte (Escandinávia).
Mas os estudiosos dizem que a palavra Halloween surgiu da seguinte forma:
O nome é, na realidade, uma versão encurtada de “All Hallows’ Even”(Noite de Todos os Santos), a véspera do Dia de Todos os Santos (All Hallows’ Day). 
“Hallow” é uma palavra do inglês antigo para “pessoa santa” e o dia de todas as “pessoas santas” é apenas um outro nome para Dia de Todos os Santos, o dia em que os católicos homenageiam todos os santos. Com o tempo, as pessoas passaram a se referir à Noite de Todos os Santos, “All Hallows’ Even”, como “Hallowe’en”, e mais tarde simplesmente “Halloween”.

O Halloween marca o fim oficial do verão e o início do ano-novo.
Celebra também o final da terceira e última colheita do ano, o início do armazenamento de provisões para o inverno, o início do período de retorno dos rebanhos do pasto e a renovação de suas leis.

Era uma festa com vários nomes: Samhain (fim de verão), Samhein, La Samon, ou ainda, Festa do Sol.
Mas o que ficou mesmo foi o escocês Hallowe’en. 
Uma das lendas de origem celta fala que os espíritos de todos que morreram ao longo daquele ano voltariam à procura de corpos vivos para possuir e usar pelo próximo ano. Os celtas acreditavam ser a única chance de vida após a morte.
Os celtas acreditaram em todas as leis de espaço e tempo, o que permitia que o mundo dos espíritos se misturassem com o dos vivos.

Como os vivos não queriam ser possuídos, na noite do dia 31 de outubro, apagavam as tochas e fogueiras de suas casa, para que elas se tornassem frias e desagradáveis, colocavam fantasias e ruidosamente desfilavam em torno do bairro, sendo tão destrutivos quanto possível, a fim de assustar os que procuravam corpos para possuir, (Panati). 
Os Romanos adotaram as práticas célticas, mas no primeiro século depois de Cristo, eles as abandonaram.
O Halloween foi levado para os Estados Unidos em 1840, por imigrantes irlandeses que fugiam da fome pela qual seu país passava e passou ser conhecido como o “Dia das Bruxas”.

O Halloween no Brasil é chamado de Dia das Bruxas e sua celebração acontece no dia 31 de outubro.
Acredita-se que na passagem dessa noite as almas saem de seus túmulos e partem pelas ruas amedrontando todos aqueles que estão por perto.
O dia das bruxas se infiltrou em nossas comemorações de forma tímida, pois o Brasil, país que celebra as coisas boas da vida, não se vê em meio a festividade aos mortos.
Apesar de sua pequena influência, pode ser vista em escolas, clubes, casas noturnas e shoppings de várias cidades, mas como dito anteriormente, não adquire força expressiva, já que nem o folclore local é efetivamente comemorado.
Muitos nacionalistas dão créditos à influência do imperialismo cultural americano a vinda do halloween, assim, alguns brasileiros, localizados em São Luiz do Paraitinga (estado de São Paulo), decretou o dia 31 de outubro como o dia oficial do Saci Pererê em protesto à inclusão do Halloween.
A maioria das manifestações critica a posição dos brasileiros em importar a cultura americana, já que o país tem grande diversidade folclórica que não é aproveitada e comemorada.
Apesar de todo o esforço da imprensa em destacar essa festividade norte-americana, os brasileiros não costumam festejar a data.
É uma festa celebrada por poucos.
No Rio de Janeiro as manifestações são caracterizadas por placas espalhadas pela cidade opondo tal prática e ainda em pedido ao retorno das considerações brasileiras, isto é, dar valor e importância às crenças nascidas no país, deixando manifestar o patriotismo dentro de nossa cultura.
Mesmo dessa forma, as festas de Halloween no Brasil tem se tornado comuns, principalmente entre o público jovem, os quais se reunem em clubes privados ou mesmo em salões particulares, promovendos festas a fantasia com motivos de “horror”, objetivando comemorar a data considerada como “O Dia das Bruxas”.
Devido à realização dessas festas, o comércio de fantasias e motivos voltados à monstros e bruxas tem tido um aumento expressivo no mês de Outubro de cada ano.

Fonte do texto:
Imagem: CGL - Colégio Gonçalves Lêdo.

E a festa foi show!!! Vejam as fotos!



















Um forte abraço, fiquem bem!
Equipe CGL.

Colégio Gonçalves Lêdo.

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

CGL e nossos pequenos escritores.

| Projeto Pequeno  Escritor |


Olá galerinha!!!!
O dia de mostrar a todo mundo o talento de escrever está chegando, e estamos todos apreensivos para que chegue logo. Se liga no post, quem ainda não sabe deste projeto do Colégio Gonçalves Lêdo em parceria com a Editora Edelbra. É show!!



 




Então, o projeto é este, e que venham nossos pequenos escritores!!!
Maiores informações na secretaria, com a equipe de professores e coordenadores do Colégio Gonçalves Lêdo.

Um forte abraço, fiquem com Deus!
Equipe CGL.

Colégio Gonçalves Lêdo.

terça-feira, 19 de agosto de 2014

Festa dos ritmos no CGL!


| Miscigenação Brasileira |



Olá Pessoal!!!
Todos sabemos que uma das característca da sociedade brasileira é a miscigenação, a pluralidade de raças, que aconteceu em nosso país devido a mistura de diversos grupos humanos.
E com essa mistura de diversas etnias o povo brasileiro foi formado, presenteando o mundo com uma cultura rica, e tendo na música uma força incomum de projeção. 

Colégio Gonçalves Lêdo através de seus alunos e professores, contribuiu de forma linda e criativa para que pudéssemos conhecer um pouco dessa cultura, mostrou através da dança em seus diferentes ritmos, a pluralidade cultural e regional que torna nosso Brasil, um país bem diferente do resto do mundo.

Cantigas de Roda, Forró, Samba, Contry americano, Axé, Sertanejo e Sertanejo Universitário, foram alguns  destes ritmos apresentados na festa que teve seu ponto alto, na performance da música Aquarela do Brasil.

O CGL Miniledo registrou tudo e traz agora para você em fotografia.
Vamos nessa?!













































E foi muito show!!!!!
E outras festas virão. Compareça você também e nos dê o prazer da companhia!!

Um forte abraço, fiquem com Deus!!
Equipe CGL.

Colégio Gonçalves Lêdo.